Estudo: proteína vegetal é mais eficiente do que “whey protein”

fabio415|2018-03-29

O estudo revelou que atletas que seguem uma dieta livre de crueldade animal possuem melhor desempenho corporal comparados aos atletas que consomem carne.

A proteína vegana é tão benéfica para os combatentes da organização de esportes “Ultimate Fighting Championship” (UFC) quanto a proteína do soro de leite, de acordo com um novo estudo da Universidade Internacional da Flórida (FIU), nos Estados Unidos. A dieta à base de plantas é melhor e mostra resultados positivos a saúde.

A pesquisa avaliou onze combatentes de artes marciais mistas (MMA), sete dos quais atualmente são contratados pelo UFC. O doutor Douglas Kalman, juntamente com Alison Escalante, uma nutricionista esportiva da FIU, dividiram os lutadores em dois grupos denominados “Grupo das plantas” e “Grupo do Animais”.

Todos os dias, durante seis semanas, pediu-se aos grupos que consumissem 75 gramas da sua proteína designada, seguindo também o mesmo regime de treino, dieta e estilo de vida que normalmente possuem. Os resultados do estudo mostraram que os lutadores em ambos os grupos poderiam construir e manter a mesma quantidade de músculo durante o período do estudo.

A proteína conhecida como whey protein é a mistura de proteínas globulares isoladas a partir do soro de leite para exercer uma determinada função no organismo. É uma suplementação alimentar que reúne nutrientes como minerais, fibras, vitaminas, ácidos graxos ou até aminoácidos que podem estar faltando ou não no corpo de um indivíduo.

Alguns anos atrás, a proteína whey dominou o mercado, observou Kalman. No entanto, este estudo prova que a proteína à base de plantas é tão eficaz. “Proteínas sem lactose e sem carne são frequentemente consideradas inferiores às proteínas à base de carne”, disse Kalman à ESPN.

“Há agora evidências crescentes de que não apenas em atletas amadores, mas também em atletas de elite, como os lutadores de MMA, a proteína do arroz funciona tão bem para ajudar uma pessoa a manter o peso corporal e a massa muscular comparados ao soro. Além disso, tendemos a ver que a gordura corporal foi reduzida no grupo de proteína de arroz, enquanto o músculo foi mantido”, declarou.

Andre Soukhamthath, um lutador de peso galo do UFC, é um firme defensor da proteína vegetal. “Quando você está em uma dieta e você está ignorando seus carboidratos, você está com pouca energia. É para isso que a proteína vegetal funciona. É uma proteína que me deu energia e me fez sentir cheio, então eu não queria acrescentar à minha dieta.” disse Soukhamthath.

Apesar de ter feito parte do grupo de proteína baseada em carne, Chas Skelly, peso-pena do UFC, está animado para experimentar a proteína vegana. Ele também acredita que seus companheiros lutadores estarão dispostos a dar uma chance também. “MMA é um esporte bastante jovem.Assim, sempre que algo novo sai e as pessoas pulam nele, está sempre melhorando o seu jogo. Obviamente, os resultados estão aí, então não há dúvida de que funciona. Vou tentar o meu próximo acampamento, com certeza”, finalizou Skelly.

Nota da Redação:o veganismo não é simplesmente uma dieta à base de plantas, é um estilo de vida que envolve todos os outros aspectos de consumo que podem ser provenientes de crueldade animal como roupas, acessórios, calçados, móveis, decoração, entretenimento e outros.